Tudo o que você deve evitar no pós-operatório de uma cirurgia estética ou funcional do nariz.

Alimentação:

Dois primeiros dias: líquido-pastosa fria ou gelada: sorvete batido, milk-shake, sopa fria, sucos de frutas não cítricas, mingau frio.

Terceiro ao Sexto dia: alimentos mais consistentes, ainda frios, como purê de batata, caldo de feijão, macarrão com molho de tomate, etc. Não ingerir alimentos que possuam pontas que possam machucar, como certos biscoitos.

No sétimo dia – retornar ao consultório para revisão.

Gelo deverá ser aplicado em face o maior tempo que for possível, tomando os cuidados necessários para que não ocorram queimaduras.

Realizar a lavagem das fossas nasais como recomendado na prescrição.

Repouso em casa por pelo menos 7 dias. Procurar deitar de barriga para cima com a cabeceira elevada em pelo menos 30 graus.

Não mexer, remover ou arrumar o curativo externo ou interno do nariz. Caso ocorra qualquer alteração, fazer contato com o médico.

O curativo plástico e a esparadrapagem que recobrem o nariz serão removidos em 7 dias, e será avaliada a necessidade de reposicionamento destes.

O splint nasal, curativo interno do nariz, uma espécie de folha de silicone, será removida ao final de 7 dias.

Esse curativo é fixado com fio mononylon para evitar o seu deslocamento. Dessa forma, é comum o paciente apresentar obstrução nasal e desconforto ocasionalmente.

Iniciar a drenagem linfática após 72 horas de pós-operatório.

Febre de até 38 graus pode ocorrer nos dois primeiros dias, sem que seja sinal de infecção.

A sensação de dormência dos lábios superiores e alguns dentes são comuns e podem durar até 3 meses.

Hematomas em torno dos olhos e lábios são esperados e podem permanecer por 15 dias.

Em alguns casos podem ocorrer vômitos com ou sem coágulos (sangue pisado) nas primeiras 24 horas, que são decorrentes da deglutição de sangue da cirurgia.

Nos dias subseqüentes, é comum ocorrer eliminação de secreção pelas narinas, ora com raias de sangue, sendo fundamental a lavagem nasal conforme a orientação médica.

Nunca assoar o nariz. Nunca remover crostas ou introduzir qualquer objeto nas fossas nasais.

Quando da ocorrência de espirros, não se deve comprimir a boca ou as narinas. O médico deverá ser comunicado em caso de sangramento ativo (sangue vivo).

É comum ocorrer constipação intestinal– prisão de ventre – nos 3 primeiros dias.

Dores em face e garganta pode ocorrer, a segunda em consequência do tubo orotraqueal utilizado na intubação anestésica. Consegue-se reduzi-las com analgésicos em doses regulares.

O paciente somente deverá sair de casa, nos primeiros 3 (três) meses, utilizando no rosto, um dos seguintes filtros solares - Sunmax Intense FPS 60 ou HelioBlock 60 Fundante , além de boné, este somente no primeiro mês.

Não deverá freqüentar praia, piscina ou locais com intensa exposição solar nos primeiros 3 meses após a cirurgia, sob pena de ocorrerem manchas na pele.