Saiba tudo sobre as cirurgias estéticas e funcionais do nariz, como rinoplastia e rinosseptoplastia.

a) A rinoplastia é uma cirurgia estética ou funcional?

A rinoplastia isolada é a cirurgia do nariz com intuito estético, onde manipulamos as estruturas de cartilagem, pele e osso que compõem o nariz objetivando sua harmonização com o rosto.

Já a RINOSSEPTOPLASTIA engloba tanto a abordagem estética como a reestruturação interna do nariz para oferecer uma melhor qualidade de respiração. Muitas vezes essa associação é essencial, uma vez que quando realizamos grandes modificações da parte externa do nariz acabamos por reduzir a entrada de ar no nariz. Caso o paciente apresente uma deformidade do septo do nariz poderá ter a função nasal comprometida.

b) Quem é responsável pela rinoplastia: o otorrinolaringologista ou o cirurgião plástico?

No mundo de hoje, realiza a cirurgia quem tem formação adequada para tal, podendo todo o procedimento estético e funcional ser realizado pelo cirurgião plástico ou pelo otorrinolaringologista. Cabe salientar que na Europa e nos Estados Unidos a maioria dos procedimentos de rinoplastia e rinossoeptoplastia é realizada pelo Otorrinolaringologista.

c) Quais são os pacientes indicados a essa intervenção cirúrgica?

Para a cirurgia estética, todos os pacientes que não estejam satisfeitos com a conformação de seu nariz. Contudo é fundamental uma boa avaliação e uma boa conversa com o médico para evitar que uma expectativa exagerada não seja depositada na cirurgia. Algumas pessoas esperam solucionar diversos problemas, como sociais e profissionais, com a cirurgia, o que é tarefa impossível para o médico.

A cirurgia do septo nasal é indicada para aqueles pacientes em que o desvio da parte cartilaginosa ou óssea do septo impede uma boa respiração. Outras vezes, os desvios do septo do nariz podem dificultar a drenagem dos seios da face, originando episódios de sinusite. Vale lembrar que pequenos desvios do septo nasal estão presentes na maioria da população.

d) Adolescentes e crianças podem se submeter à cirurgia?

Tanto a rinosseptoplatia como a rinoplastia dever ser realizadas, pelo menos, após os 16 -17 anos. Somente após essa idade, as estruturas de dentro e de fora do nariz já apresentaram um amadurecimento adequado que possibilite a uma manipulação mais segura.

e) Há casos em que a sinusite, adenóides ou o desvio de septo podem forçar o paciente a passar por essa cirurgia?

O septo nasal é uma estrutura, composta de cartilagem e ossos, que divide os dois orifícios de entrada do nariz, estendendo-se por mais ou menos 10 cm, até o final da cavidade do órgão. Por sua vez, no término do nariz encontramos um local conhecido como rinofaringe, onde está localizada a adenóide, um tecido linfóide, denominada pelos leigos como carne esponjosa.

Muitas vezes a aumento do volume das adenóides ou o desvio do septo nasal podem predispor infecções dos seios da face (sinusites). Os seios da face são cavidades ósseas aeradas que se comunicam com o nariz. Nesses casos, quando o tratamento conservador com antibióticos e outros medicamentos não leva a um resultado satisfatório, indicamos a septoplastia e/ou remoção das adenóides, combinadas ou não às cirurgias dos seios da face e estética do nariz.

d) A rinoplastia pode ser usada para fazer restauração em casos de acidentes?

A plástica do nariz ou rinoplastia é também utilizada para restauração da estética nasal após traumas de face. Nesses casos é de fundamental importância que as estruturas de dentro do nariz sejam avaliadas, pois podem ter sido fraturadas como as externas. Na realidade a associação de fraturas interna e externa do nariz e muito comum.

e) Como é o pós-operatório? A pessoa volta à "vida normal" depois de quanto tempo?

O pós-operatório é, na grande porcentagem pos casos, indolor, ficando o desconforto a cargo do entupimento do nariz. Esse inconveniente vem sendo solucionado com a utilização de micro-câmeras nos procedimentos realizados na parte interna do nariz, o que proporciona mais precisão e menos trauma durante a cirurgia. O emprego desta tecnologia vem possibilitando que os pacientes já cheguem ao quarto do hospital, após a cirurgia, sem qualquer tampão dentro do nariz.

A pessoa, adotando as recomendações médicas, poderá retornar ao trabalho de 7 a 10 dias após o procedimento.