CIRURGIA ENDOSCÓPICA NASOSSINUSAL

Os seios são espaços nos ossos da face, para cima e para cada lado do nariz. Estas cavidades abrem-se para dentro do nariz por meio de pequenos orifícios, conhecidos com óstios de drenagem.

Quando a mucosa que reveste estes seios fica doente, ocorre o seu espessamento, gerando bloqueio dos orifícios de drenagem, o que dificulta a ventilação adequada, favorecendo assim o desenvolvimento de infecções destas cavidades, as sinusites.

A operação é realizada dentro do nariz, sendo muito rara a necessidade de cortes externos ou pontos de sutura.

Em raros casos recorremos à colocação de tampões nasais, e em poucos à colocação de pequenos curativos dentro do nariz.

Os pacientes costumam apresentar no pós-operatório uma sensação de nariz entupido em decorrência da permanência de secreção e de um pouco de sangue na cavidade do nariz.

Está sensação é aliviada ao longo do primeiro mês.

É muito importante que ressaltar que um procedimento cirúrgico é muitas vezes uma opção a mais ou a “última opção” no tratamento de diferentes doenças ou deformidades nasais.

Antes de se partir para um tratamento cirúrgico, o paciente deve ter sido avaliado clinicamente e com ajuda de exames complementares endoscópicos, radiológicos e laboratoriais.

Conheça o passo-a-passo da rotina pré-cirúrgica.

Na consulta pré-operatória todos os exames solicitados e o registro fotográfico são analisados.

O paciente tem a oportunidade de esclarecer todas as dúvidas que tenham surgido durante a leitura dos termos de consentimento assinados.

Em seguida, é escolhida a data e o hospital para a realização da cirurgia e, assim, é confeccionada  a guia de internação.

Preparação física e mental para sua cirurgia.

O dia que antecede a cirurgia deve ser um dia de preparação física e mental. É fundamental dormir e obedecer um jejum de 8 horas.

Ao acordar, no caso de intervenções pela manhã, o paciente não deverá ingerir qualquer líquido, inclusive água.

Tranquilidade e paciência são dois elementos fundamentais para o paciente em dia de cirurgia.

A Internação

O paciente deverá chegar ao hospital, exatamente na hora determinada pelo médico, portando a guia de autorização do convênio e carteira do mesmo, quando necessário, assim como documento de identidade.

Sonolência, pequenos sangramentos nasais, alimentação e medicação apropriadas.

O paciente retorna ao quarto ainda bastante sonolento, muitas vezes agitado e ansioso.

É comum ocorrer pequenos sangramentos, onde o sangue se encontra misturado com secreção nasal ou saliva.

Oriente-se para saber como será sua alta do hospital.

O tempo de permanência no hospital após a cirurgia é variável de acordo com a complexidade de cada cirurgia.

No momento da alta o paciente recebe as orientações sobre os cuidados que deverá ter em sua casa.

É entregue uma prescrição com os medicamentos necessários para o conforto e restabelecimento.

É fornecida orientação quanto ao dia de retorno para revisão pós-operatória, assim como informe sobre resultado de exames que porventura tenham sido solicitados durante a cirurgia.

O que se deve evitar no pós-operatório de uma cirurgia endoscópica nasossinusal.

Alimentação:

Três primeiros dias: líquido-pastosa fria ou gelada: sorvete batido, milk-shake, sopa fria, sucos de frutas não cítricas, mingau frio.

Quarto ao Sexto dia: alimentos mais consistentes, ainda frios, como purê de batata, caldo de feijão, macarrão com molho de tomate, etc. Não ingerir alimentos que possuam pontas que possam machucar, como certos biscoitos.