ORL ADULTOS

 

A amigdalite é um problema muito comum na prática clínica do otorrinonaringologista.

O paciente se apresenta com quadro de dor de garganta, febre, gânglios aumentados no pescoço, mal estar, dificuldade para deglutir e, em algumas situações, falta de ar.

Na maioria das vezes são causadas por vírus, não havendo necessidade do uso indiscriminado de antibióticos. Hidratação oral, analgésicos e repouso relativo são úteis para melhorar o estado geral do paciente.

 

A febre, assim como a tosse, é um sinal de alerta. Significa que o organismo está lutando contra algum inimigo.

O corpo, ao aumentar a sua temperatura, está criando um ambiente favorável à ação das células de defesa do nosso corpo contra, principalmente, os vírus e as bactérias invasoras.

 

Só quem sente, sabe o quão incômodo é uma dor de cabeça. As causas e tratamentos são inúmeros. O diagnóstico e o tratamento são desafios médicos. Algumas vezes, o otorrinolaringologista é apenas uma das etapas da investigação, mas, em muitas outras, é a ultima opção do paciente.

 

O resfriado e a gripe são causados por vírus. No primeiro caso os sintomas são mais brandos, ocorrendo obstrução nasal, leve cansaço, coriza e ocasionalmente febre, sempre baixa. No caso da gripe, os sintomas são mais intensos, cursando com febre mais elevada, tosse e maior queda do estado geral. A gripe é causada por alguns grupos específicos de vírus, o vírus da Influenza e Parainfluenza principalmente. Nas gripes observa-se uma maior chance de comprometimento dos pulmões, podendo favorecer o aparecimento de episódios de asma e pneumonia.

 

Perigo para a audição que começa bem antes do Réveillon.

Troca de presentes, mesa farta, clima de fraternidade... o mês de dezembro é repleto de motivos para comemorar. No entanto, uma tradição desta época do ano pode causar problemas de saúde: o excesso de barulho, principalmente os que são provenientes de fogos de artifícios.

 

Antibióticos devem ser usados com o cuidado devido. Fique atento às precauções devidas:

Somente dar antibióticos quando prescritos pelo médico, depois de feito o diagnóstico correto.

Observar as orientações do fabricante quanto à conservação do medicamento. Alguns antibióticos, como os que contêm clavulanato de potássio, necessitam ficar guardados em geladeira depois de abertos. Outros devem ser somente deixados em local fresco e seco.

 

O conceito mais importante que queremos passar é o de que a TOSSE NÃO É UMA DOENCA. Na realidade, a tosse é um mecanismo de defesa capaz de expulsar elementos que penetrem as vias aéreas inferiores (laringe, traquéia, brônquios) - corpos estranhos (pedaços de pão e caroços de feijão, por exemplo), impurezas e secreções do nariz e da garganta.

 

O uso de antibióticos de forma indiscriminada pode levar à seleção de bactérias resistentes que poderão contaminar a criança e seus familiares. Esse é um alerta muito importante levando-se em conta também que já existem bactérias resistentes a todos os tipos de antibióticos. É notório que as mutações desencadeadas nas bactérias, acontecem em uma velocidade maior do que a capacidade das pesquisas em desenvolver medicamentos eficazes para combatê-las.

 

A obstrução nasal é um dos grandes inimigos da boa alimentação e do crescimento físico e intelectual da criança. O ar deveria sempre passar pelo nariz, onde é aquecido e umedecido, podendo atingir os pulmões em condições adequadas. Um vez que isso não acontece, a criança passa a sentir menos os cheiros, o que pode influenciar no seu paladar. Contudo a principal problema recai no fato de que ficam muito incomodadas durante a alimentação, pois precisam interromper a mastigação inúmeras vezes para respirar pela boca.

 

A natação é um dos esportes mais completos, de fácil acesso, que traz benefícios à saúde física e mental das crianças. O exercício realizado em ambiente aquático aumenta a capacidade respiratória, sendo indicado para portadores de doenças respiratórias.

 

As novas tecnologias e facilidades do dia a dia podem trazer inadvertidamente transtornos à saúde. O walkman, mania dos anos 80, passou a década seguinte sem um substituto à altura. Contudo na virada do século os novos e minúsculos aparelhos de som (MP3, MP4, iPods), que permitem o armazenamento de milhares de músicas, resgataram a febre dos dispositivos portáteis.

 

Quem já não ouviu o choro intenso e angustiante de bebês e crianças durante os voos, principalmente nas decolagens e aterrissagens? Na maioria das vezes, trata-se de uma intensa dor no ouvido decorrente da deficiência na equalização das pressões entre a parte média do ouvido e o meio externo. Quando o avião sobe, os gases se expandem, ou seja, ocupam mais espaço.